Os mitos da Covid-19 – na revista Facebrasil 101

0
164

Os mitos da COVID-19

por Dra. Lilian Alevato

Estamos entrando no oitavo mês de pandemia pelo coronavírus e, cada vez mais, vejo atrocidades e postagens repletas de ignorância nas mídias sociais. Testemunhamos uma avalanche de novos “doutores” que se formaram através de várias postagens no Facebook e Instagram. 

Sou médica formada há 35 anos e confesso que nesses oito meses, aprendi muito. Em janeiro, nós medicos, quase não sabíamos nada em relação às diferentes apresentações da síndrome causada pelo coronavírus. Cada paciente era uma nova página de um livro: as anormalidades clínicas, os resultados de laboratório que passamos a ver tão alterados  —  tudo se transformava a cada dia na frente de nossos olhos. Usamos diversos medicamentos, incluindo o famoso coquetel de hidroxicloroquina e azitromicina, mas não víamos o sucesso esperado. A síndrome inflamatória era exuberante e muitos pacientes evoluíam para o óbito apesar dos nossos esforços. 

Nos últimos meses aprimoramos protocolos, incluindo o soro convalescente (o plasma de quem já teve a doença) e mesmo pacientes que recebem a transfusão não obtém os resultados esperados. 

A única saída para o controle ainda é a prevenção! Uso de máscaras, distanciamento social e higienização das mãos o mais frequente possível. Infelizmente, vemos todos os dias pessoas (que não sabem nem ler um artigo médico) postando e disseminando informações falsas e que confundem a população. 

Não existe medicação que previna a contaminação pelo vírus  —  é claro que uma boa alimentação e um aporte de vitaminas essenciais ajudam a manter a imunidade equilibrada, mas daí a “vender“ a ideia de que se tomarmos preventivamente um kit corona não correríamos o risco de contrair a doença, é um assassinato! O maior absurdo é ver médicos, que infelizmente se afastaram dos livros e da clínica diária, disseminando essa informação. 

Não existe tratamento preventivo! Ainda não temos a vacina para esse vírus! Não acredite em postagens em mídia social que revelam uma cura milagrosa. 

Recentemente li uma postagem que divulgava que a Ivermectina  havia sido aprovada pelo FDA para tratamento da Covid-19,  e a pessoa fazia um compartilhamento de um artigo científico. Na realidade o artigo dizia que a Ivermectina era aprovada pelo FDA para tratamento de parasitoses, não tinha nada a ver com o que a mal-intencionada pessoa descrevia no seu post. 

Tenham cuidado! Meu artigo desse mês é um apelo à população para que continue com medidas de distanciamento e uso de máscaras. Vamos salvar vidas! Não contamine seus amigos. 

Se tiver sintomas, entre em quarentena imediatamente. Procure um médico e faça o teste do PCR Nasal swab, siga as orientações do seu médico e somente retorne ao trabalho e suas atividades depois de um resultado negativo do PCR. Muitos pacientes permanecem positivos por mais de 30 dias e a contaminação pode matar pessoas mais vulneráveis. 

A luta continua… mas nós venceremos essa pandemia! Informação verdadeira salva vidas!