O dente é de leite, mas vale ouro – na revista Facebrasil 65

0
55

Pesquisador brasileiro descobre fonte “inesgotável” de célulastroncos mesenquimais e pode revolucionar a medicina.

Olho por e olho, e dente por… tudo! Dos filhos deste solo, um tem chamado muita atenção da comunidade científica internacional: capixaba José Ricardo Muniz Ferreira, de 48 anos.

Fundador da R-Crio, o pesquisador descobriu que os dentes de leite são a “galinha dos ovos de ouro” das células-tronco mesenquimais, aquelas que têm a capacidade de transformar em músculos, cartilagem, pele, ossos e muito mais.

Lembre-se que a maioria das pesquisas e investidas até agora focavam nas células-tronco encontradas em cordões umbilicais, as hematopoiéticas, capazes de se transformar em células de linhagem sanguínea.

Mas a R-Crio não fica só no campo da ação, ela faz. A start-up é um Centro de Tecnologia Celular (CTC), que tem licença para processar, isolar e multiplicar células em laboratório e não apenas armazená-las — como acontece com laboratórios de sangue, por exemplo.

Enquanto seguem abocanhando novas descobertas e pacientes, a gente segue sorrindo com tanto avanço medicinal. Porque tudo isso é só o começo de coisas grandiosas, capaz de solucionar graves problemas, como transplante de órgãos e mais.