Nosso mundo melhor – na revista Facebrasil 90

0
38

Nosso mundo melhor!

Vivemos em um mundo de sonhos, de conquistas possíveis, em que não há maldade, inveja ou cobiça e que tudo acontece como almejamos. “SÓ QUE NÃO.” Já se perguntaram o que fazemos para realmente viver nesse mundo que queremos? O que mudamos no nosso dia a dia para buscarmos exatamente nosso mundo ideal, um mundo melhor? 

Ninguém é importante demais para melhorar o seu meio. Contagie-o pelo bem, pelo prazer em servir, pelo detrimento próprio em favor de outrem, pelo amor e reciprocidade ao próximo. Costumo falar que as pessoas que contagiam o meio e fazem dele um mundo melhor cabem na palma da mão. 

Por que, então, não ser você, aquele que cabe na palma da mão? Inclusive, parafraseando a poetisa Gabriela Mistral, “Onde haja uma árvore para plantar, plante-a você”. Duvido que ela estivesse falando sobre plantas (amo a sensibilidade feminina).

Se você não é, mas quer ser uma pessoa que contagia seu mundo para o bem, mude sua atitude, seja uma pessoa positiva, correta e decente. Uma palavra-chave é respeito. Aqui na América, lugar que nós, brasileiros, escolhemos para morar, precisamos ser fortes o tempo todo. Não que não possamos fraquejar, mas ter nossa mente em paz ajuda em uma proporção incrível. Nesse momento me pego fortalecido em Salmos 37:3: “Confia no Senhor e faz o bem; habitarás na terra e, verdadeiramente, serás alimentado”.

Lembram-se dos seus medos antes da grande mudança? Como fundador e diretor de duas ONGs no Brasil, ambas focadas em fazer o bem contagiando toda uma sociedade, posso afirmar que esses medos o fortalecerão. Há em Romanos 12:1 uma frase que representa bem esse momento: “Não se emolde ao padrão deste mundo, mas transforme-se!”. Isso, façamos um mundo melhor – comece pelo seu mundo. Sabemos que deverá se tornar uma pessoa incansável antes de iniciar essa transformação, e não será fácil, porém, se continuarmos a semear o bem, ensinaremos os nossos filhos o real valor de um mundo melhor, sem qualquer recompensa material por tudo isso.

Vamos, juntos, fazer um mundo melhor?

“Feliz do homem que semeia o bem, não importa a quem” (Marco Meccia)

P.S.: honrado por ter minha primeira coluna nesta edição e feliz demais por fazer parte desta renomada revista.33