No dia mundial do autismo, ONU pede maior acesso a tecnologias

0
112

Dia 2 de abril – data em que os monumentos de diversos países ao redor do planeta são iluminados de azul, no intuito de chamar a atenção da população para o Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) – um transtorno no desenvolvimento cerebral que afeta cerca de 70 milhões de pessoas em todo o mundo.

A Organização das Nações Unidas criou o Dia Mundial da Conscientização do Autismo no final de 2007 e, desde então, levanta bandeiras de alerta ajudando a derrubar preconceitos. Em 2019, o tema escolhido para discussão na sede da ONU em Nova York é: “Tecnologias assistivas, participação ativa”.

Para a ONU, o acesso das pessoas no espectro do autismo a tecnologias assistenciais e a preços acessíveis é um pré-requisito para que elas possam exercer seus direitos humanos básicos e participar plenamente da vida em comunidade. O tema diz respeito ao uso de ferramentas tecnológicas para auxiliar o dia a dia, mas também para que possam proporcionar voz aos autistas.

“No Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo, nós nos manifestamos contra a discriminação, celebramos a diversidade de nossa comunidade global e fortalecemos nosso compromisso com a plena inclusão e participação de pessoas com autismo. Apoiá-los para alcançar seu pleno potencial é uma parte vital de nossos esforços para manter a promessa central da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável: não deixar ninguém para trás.”

Secretário-Geral da ONU, António Guterres