Evandro Mesquita, Patricia Marx e Tetê Spíndola relembram músicas de sucesso em ‘Os melhores anos de nossas vidas’

0
225

O programa “Os Melhores Anos das Nossas Vidas” entra na reta final. As décadas de 1960 e 1980 vão se enfrentar para definir qual dos times avança rumo à final, na edição que vai ao ar no canal internacional da Globo nesta quinta-feira, dia 13, nas Américas; sexta-feira, dia 14, no Japão e Austrália; e quinta-feira, dia 20, na Europa e África. Deste programa sairá o vencedor que vai duelar com a década de 90, já finalista.

Por isso mesmo, Marcos Veras e Lúcio Mauro Filho lutam para apresentar o melhor de seus anos. À frente dos 80, Lúcio traz um time de peso que conta com a participação de Evandro Mesquita com a Blitz relembrando o clássico “Você Não Soube Me Amar”. Quem lembra de dois típicos nomes oitentistas, Luciano Nassyn e Patricia Marx? Os ex-integrantes do Trem da Alegria recordam a época de ouro de um dos mais famosos grupos infantis com a música “Unidunitê”.

Já para defender os anos 60, Marcos Veras recebe a dupla Carlos Lyra e Wanda Sá. Os hits da época são relembrados pelos sucessos do Quarteto em Cy com “Sabiá” e Tetê Spíndola que canta “Escrito nas Estrelas”.

Lucio Mauro Filho e Marcos Veras
Globo/Paulo Belote

No clima de homenagem aos grandes festivais de música, os líderes de todas as décadas: Marco Luque, Rafa Brites e Ingrid Guimarães se juntam a Lucio Mauro e Marcos Veras e interpretam números musicais numa espécie de show de talentos, que reúne clássicos de todos os tempos.

Cem jovens da plateia, de 18 a 20 anos, votam ao longo do programa e escolhem em qual a década gostariam de ter vivido.

“Os Melhores Anos das Nossas Vidas” tem direção geral de Bernardo Portugal e redação final de Paula Miller. O programa conta com apresentação de Lázaro Ramos e dos líderes das décadas: Marcos Veras (60), Marco Luque (70), Lúcio Mauro Filho (80), Ingrid Guimarães (90) e Rafa Brites (2000).