EUA reduzem grau de alerta para americanos não visitarem o Brasil devido à Covid-19

0
40
Foto: Reuters/Tami Chappell

O CDC (sigla em inglês pra Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos) reduziu nesta segunda-feira (13) de 4 para 3 o grau de risco para americanos que planejam viajar ao Brasil devido à situação da Covid-19. O nível 4 equivale a “muito alto” e o 3, em que o Brasil se encontra agora, é “alto”.

“Os viajantes não vacinados devem evitar viagens não essenciais ao Brasil”, diz o site do CDC, que afirma ainda que “devido à situação atual, todos os viajantes podem estar em risco de obter e espalhar variantes da Covid-19” por aqui.
Em termos absolutos, o Brasil é o segundo país com maior número de óbitos pela doença, atrás somente dos Estados Unidos, e o terceiro em contagem de casos, abaixo de EUA e Índia. O país, no entanto, tem registrado redução nos números da pandemia nas últimas semanas, à medida que avança em sua campanha de vacinação contra a Covid-19. A média móvel de mortes diárias nos últimos 14 dias chegou a 535, em comparação com pico de quase 3.000 em abril.

Além da Covid, os EUA seguem aconselhando os americanos a ter cuidado com a criminalidade no Brasil. Recomenda-se que evitem regiões fronteiriças e estadias em áreas de “moradia informal” (como favelas e comunidades). Também segue constando no site do Departamento de Estado um alerta específico para que as cidades-satélites de Ceilândia, Santa Maria, São Sebastiao e Paranoá, no entorno de Brasília, não sejam visitadas durante a noite por questão de segurança. (Com informações G1 e Reuters)