Estudo diz que risco de infarto é maior na véspera de Natal

0
116

Um estudo publicado no “British Medical Journal” – uma das mais influentes e conceituadas publicações sobre medicina no mundo –  aponta que o risco de acidentes cardíacos é maior na véspera de Natal.

Segundo o cardiologista da Universidade de Lund, na Suécia, David Erling, o risco de uma pessoa sofrer um ataque cardíaco atinge seu pico quando o relógio bate às 10 da noite do dia 24 de Dezembro..

“Não sabemos com certeza, mas a angústia emocional com a experiência aguda de raiva, ansiedade, tristeza e estresse aumentam o risco de um ataque cardíaco”, disse Erling ao jornal The Telegraph. “A ingestão excessiva de alimentos, álcool, viagens de longa distância também podem aumentar o risco”.

Foram analisadas no estudo 283 mil pessoas que deram entrada em hospitais suecos com infarto do miocárdio, entre 1998 e 2013.

Para os suecos, a véspera de Natal é o principal dia de comemoração e, portanto, o momento em que as emoções mais prováveis são intensificadas, disseram os pesquisadores.

O risco também foi aumentado na véspera de Ano Novo e às 8 horas da manhã de segunda-feira, com o maior incidência em pessoas com mais de 75 anos e naquelas com problemas cardíacos ou diabetes.

Um ataque cardíaco ocorre quando o fluxo sanguíneo que fornece oxigênio ao coração é reduzido ou interrompido. De acordo com a American Heart Association, isso acontece quando as artérias coronárias se tornam estreitas devido ao acúmulo de gordura, colesterol e outras substâncias chamadas placas.

Segundo a AHA, a cada 40 segundos, uma pessoa sofre um ataque cardíaco, nos Estados Unidos.