Estão todos contra você ou você sofre de vitimismo crônico?

0
349

Quase todo mundo, em algum momento da vida reclama de que não é valorizado suficientemente, seja no trabalho, na família, com amigos ou em um relacionamento amoroso. Reclamar de uma determinada situação, é normal, mas muitas pessoas com ou sem consciência, acabam adotando uma postura de eternas sofredoras, é o chamado complexo de vítima ou vitimismo crônico.

O vitimismo é a tendência que muitos têm de botar toda a culpa de seus problema nos outros: pais, irmãos, cônjuge, chefe, sociedade, destino, etc. Em alguns casos, a pessoa até tem razão, mas quando ela sempre inventa um culpado para os seus problemas, fica claro que ela está usando do vitimismo para se auto-proteger das responsabilidades por falhas que cometeu.

Características
Alteram a realidade: o vitimista tem uma visão deturpada dos fatos e além de sempre encontrar um culpado para os problemas de sua vida, ainda costuma aumenta-los ,criando um enorme drama para algo que poderia ser resolvido facilmente. Isso interfere tanto em sua vida pessoal como profissional, pois os demais também sentem os reflexos negativos de ter que conviver com alguém assim.
Nenhuma autocrítica: um vitimista jamais acha que errou. Se ele não entregou o trabalho no prazo solicitado, a culpa é do chefe, do prazo ou de outros. Se ele cometeu uma injustiça, a culpa é do injustiçado que não soube se explicar. Enfim, seja qual for o erro cometido, ele sempre desviará o foco.
Emotivos: a maioria das pessoas com vitimismo crônico chora ou conta, cabisbaixa histórias tristes sobre sua vida. Na maioria das vezes, consegue sensibilizar quem está por perto, ganhando assim a simpatia ou pena, ou ainda, se esquivando de uma punição.

Manipulação e chantagem
Existes pessoas com vitimismo crônico que realmente acreditam não serem culpadas de nada, já outras, até se sentem um pouco sofredoras, mas agem de maneira maquiavélica e após terem conseguido assumir o papel de coitadas do mundo, conseguem manipular todos a sua volta, para se isentarem de culpa e ainda serem protegidas.
Entretanto, em ambos os casos há uma dose de manipulação por parte do vitimista, pois após muito tempo fazendo isso, ele já sabe que se lamuriar o ajudará a conseguir o que quer. Essa é a parte mais perversa dos que possuem o vitimismo crônico.

Como lidar
Sem dúvida nenhuma, um vitimista é uma pessoa negativa e que deixará o ambiente e todos a sua volta carregados com essa negatividade. Ninguém consegue conviver com alguém que está o tempo todo reclamando da vida e buscando culpados para seus fracassos.
O melhor a fazer é se afastar de pessoas assim, mas se for no trabalho, tente sempre encurtar a conversa assim que a pessoa começar com as lamúrias. Quando ela cometer um erro, deixe claro de que apesar de respeitar os problemas dela, você não concorda com qualquer desvio de culpa.
Já se for um familiar, procure sentar e explicar que aquele comportamento repetitivo de sempre se vitimizar faz mal a ele e aos que estão próximos e que o melhor é buscar uma ajuda especializada para que através de uma terapia, essa mania possa ser tratada.

Revista Facebrasil – Edição 76 – 2017