Difícil é dizer quem não exagerou na alimentação durante o período de festas de final de ano, ou até mesmo quem, ao longo do ano, durante finais de semanas ou feriados prolongados, não vai escapar da dieta. Isso é muito comum, só que os resultados indesejáveis desses exageros aparecem rapidinho, e eles vão além do ganho de peso.  Você pode se sentir inchado, cansado, indisposto, com dores de cabeça e desconforto abdominal. Sabia que esses são sintomas para alertá-lo de que o seu corpo está intoxicado?

A intoxicação do organismo é gerada pelo acúmulo de toxinas, gorduras, açúcares, conservantes, entre outros componentes que podem ser encontrados em uma infinidade de alimentos, que sobrecarregam o fígado e inflamam o tecido adiposo. Se você faz parte desse grupo, não se preocupe. Conversamos com a nutricionista Anny Dantas sobre como equilibrar o seu organismo novamente com uma dieta desintoxicante e inclusão da prática de atividades físicas na rotina.

“Todos podem fazer uma dieta desintoxicante, mas por tempo determinado, porque quase sempre é uma dieta hipocalórica – e com essa dieta você pode não atingir todas as necessidades diárias de vitaminas e minerais. O objetivo da dieta não é o emagrecimento, mas ele pode acontecer”, explica a Dra. Anny Dantas. Busca-se beneficiar o organismo com a inclusão de alimentos de fácil digestão e com propriedades depurativas, agindo especialmente no fígado e intestino, responsáveis pela metabolização de nutrientes e excreção de toxinas.

  • Retire os enlatados, frios e embutidos da alimentação!

Essas opções de alimentos são repletas de conservantes e aditivos que não fazem bem para a saúde e não devem estar presentes na alimentação cotidiana. Para obter um resultado mais eficiente na desintoxicação, alguns cuidados são recomendados para melhorar a resposta do organismo às mudanças.

O mais indicado é começar a dieta três dias antes do início das festas, retirando o café, para que a cafeína não atrapalhe a ação da enzima citocromo, responsável pela eliminação de toxinas. Nesse período, prefira alimentos orgânicos, que são livres de agrotóxicos, pois as carnes vermelhas têm maior quantidade de toxinas.

O programa de alimentação desintoxicante é de no mínimo três dias e no máximo sete dias. Quando retomar a rotina, tente buscar o equilíbrio, com uma alimentação balanceada.

É muito importante dormir as horas de sono necessárias por dia (média de oito horas). Não dormir o suficiente traz alterações no corpo que podem funcionar como toxinas.

  • Pratique atividades físicas

Esportes aceleram a limpeza do organismo, diminuindo o tempo que o alimento permanece no intestino grosso, eliminando as toxinas de forma mais rápida, além daquelas calorias extras adquiridas durante as festas. Consulte um orientador físico para saber qual tipo de esporte praticar.

 

  • Beba bastante água

Beba no mínimo 2 litros por dia. A água é excelente aliada na desintoxicação do corpo. Além de hidratar, literalmente lava o corpo de dentro para fora, ajudando a eliminar toxinas, dilui poluentes e melhora a função dos rins.

  • Evite carnes vermelhas e gorduras

Evite esses alimentos, uma vez que são mais difíceis de ser digeridos. Dê preferência às carnes brancas, como peixe e frango. Prefira prepará-los grelhados, assados ou cozidos, em vez de fritos.  Evite também alimentos embutidos, como salsichas e mortadela, e alimentos em conserva.

  • Coma frutas

Dê atenção especial às frutas, sobretudo àquelas com alto teor de água e poucas calorias, como melancia, abacaxi, melão e morango. Elas são ricas em vitaminas e minerais e ajudam a repor o que foi perdido durante as festas. A melancia, por exemplo, é refrescante é diurética, e o abacaxi auxilia na eliminação de impurezas.

  • Coma grãos

Comece o dia consumindo cereais integrais. Esse tipo de produto, por ser rico em fibras, ajuda no funcionamento e limpeza do organismo, já que melhora a digestão e ajuda a eliminar toxinas. Dê preferência aos grãos integrais, como cevada, aveia, centeio, linhaça e quinoa.

  • Coma folhas verdes

Alimentos como alface, espinafre, rúcula e acelga são excelentes fontes de fibras e melhoram a digestão e a função intestinal. Além disso, diminuem a absorção de gorduras e toxinas. A couve, por exemplo, estimula a produção de enzimas, ajuda na eliminação de toxinas e é fonte de vitamina B, que facilita o metabolismo dos macronutrientes.

  • Temperos

Alecrim, cúrcuma e gengibre devem constar em grande parte das suas receitas, por adicionarem sabor à preparação – assim o sal poderá ser reduzido, diminuindo a retenção hídrica. Os temperos, quanto mais coloridos, como o colorau e cúrcuma, mais substâncias antioxidantes contêm.

  • Evite a ingestão de álcool

Algumas pessoas exageram na ingestão de bebidas alcoólicas durante as festas, mas isso causa sobrecarrega no organismo, deixando-o intoxicado.  Portanto, nem pense em ingerir bebidas alcoólicas durante o programa de desintoxicação do corpo.

Mas, para obter resultados positivos sem prejudicar a saúde, é preciso procurar orientação de um nutricionista.