Dólar amplia alta contra real com foco em EUA e disseminação da Covid-19

0
318

O dólar ampliava a alta contra o real nesta terça-feira (27), em mais uma sessão de foco na disseminação global da Covid-19 e nas negociações de mais estímulo econômico nos Estados Unidos, a uma semana das acirradas eleições norte-americanas.

A disputa entre o atual presidente, Donald Trump, e seu adversário democrata, Joe Biden, está sendo atentamente acompanhada por investidores de todo o mundo, que estão em busca de pistas sobre possíveis medidas de auxílio fiscal que poderiam ser adotadas depois que os norte-americanos forem às urnas.

Mesmo depois que um pacote anterior expirou, em julho, as autoridades da Casa Branca e Congresso dos EUA passaram os últimos meses sem conseguir chegar a um acordo sobre mais medidas de combate à pandemia, levantando dúvidas sobre a recuperação do emprego e da atividade empresarial da maior economia do mundo.

Enquanto, isso, a Covid-19 continua se espalhando pelos Estados Unidos, gerando temores sobre a imposição de restrições à atividade em algumas partes do país. Na Europa, vários países estão registrando números recordes de infecções, com as autoridades da França buscando opções a lockdowns mais rigorosos.

Às 12:25, o dólar avançava 0,76%, a 5,6550 reais na venda, depois de ter sido negociado a 5,5993 reais na mínima do dia.

Nesta terça-feira, o Comitê de Política Monetária do Banco Central dá início a sua reunião de decisão de juros, cujo resultado será divulgado na quarta-feira. A expectativa é de que o Copom mantenha a taxa Selic em sua mínima histórica de 2%. (Com informações e foto Reuters)