Crônica: Histórias e algumas coisas mais…

0
183

Se nós soubéssemos quantos sonhos, esperanças, frustrações, tristezas, alegrias e histórias há por trás de cada pessoa que conhecemos, certamente daríamos um break na nossa correria diária e prestaríamos um pouquinho mais de atenção nesses tão ricos e empolgantes capítulos que estão sendo escritos pelas vidas que cruzam nosso caminho.

Daríamos um oi, um bom-dia ou apenas um sorriso… Nesse momento, sem saber, passaríamos a fazer parte deles.

Estamos construindo a nossa própria história, e cada um tem um material diferente para isso.Alguns carregam os tijolos da boa infância, quando os sonhos de criança pareciam tão próximos de ser alcançados. Em que a simples pergunta “o que eu vou ser quando crescer?” já abria um leque de caminhos e opções, fazendo com que a realização desses sonhos fosse perseguida arduamente. Esses tentam fazer o possível e o impossível para alcançar a profissão esperada, o amor sonhado, a vida que imaginaram nos primeiros passos.

Outros acabam construindo suas histórias com as recentes pedras encontradas no caminho. Novas experiências, novos sonhos vão fornecendo o material necessário para essa “obra”. Por exemplo, um relacionamento que poderia ser para sempre, mas não foi, pode fornecer preciosas dicas sobre o que se quer ou não nessa história.

Há ainda aqueles que, seja pela idade, seja pelo cansaço natural dos dias, pensam já estar encaminhando seu “final feliz” e descobrem que há muitas novas e desafiadoras páginas para serem escritas ainda. Mudanças de rumo, muitas vezes de rota, no sentido literal da palavra, podem ser aqueles “detalhes que fazem a diferença” em qualquer pessoa ou história. São as páginas que só poderiam ser escritas com um toque de ousadia, curiosidade pelo novo, pelo desconhecido, por aquilo que tinha que ser vivido.

A grande verdade é que não sabemos o que nos espera nas próximas páginas da nossa história. Sabemos, sim, que o Autor da vida faz com que TODAS as coisas contribuam para o nosso bem. Todas mesmo! Inclusive aquelas que não são tão legais assim. Bastam apenas uns pequenos passos àfrente para nos certificarmos disso. Perceberemos que os nossos maiores aprendizados vieram de situações não tão favoráveis assim, e nossas conquistas só tiveram um sabor melhor, um motivo a mais para serem celebradas, por causa desses capítulos!

Podemos, então, colocar como alvo sorrir mais, nos preocupar menos, amar mais, nos irritar menos, prestar mais atenção aos acontecimentos e pessoas ànossa volta…

Todas as pessoas têm muito a nos acrescentar, mesmo aquelas que pensamos que não. Por isso, vale a pena nos dedicar a conhecer as histórias por trás de cada um que nos cerca. Muitosnos fornecerão ornamentos preciosos para a construção da nossa própria história, e assim fazendo, descobriremos quão únicos somos e quanta gente boa cruza nosso caminho todos os dias.

Jacqueline Morais é autora do blog caminhandosobrearocha.blogspot.com etem conhecido muitas histórias interessantes por trás de gente boa que conhece por aí.

Revista Facebrasil – Edição 45 – 2014