Com segurança reforçada após invasão, Câmara inicia debate de 2º impeachment de Trump

0
139
Membros da Guarda Nacional dentro do Capitólio no dia 13 de janeiro de 2021, antes de os deputados começarem a sessão de impeachment de Donald Trump — Foto: Joshua Roberts/Reuters

Congressistas começaram a analisar nesta quarta-feira (13) o segundo processo de impeachment do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, na Câmara dos Representantes. A segurança no Capitólio foi reforçada.

Como a maioria da Casa é democrata, Trump deve se tornar o primeiro presidente americano da história a sofrer dois impeachments. Desta vez, ele é acusado formalmente de incitar à violência que resultou na invasão do Capitólio, a sede do Congresso americano, na semana passada.

Assim, Trump deve permanecer no cargo até a próxima quarta-feira (20), quando Joe Biden será empossado.

Na terça-feira (12), o presidente americano falou com jornalistas pela primeira vez desde a invasão e afirmou que há “muita raiva” sobre o novo processo de impeachment e que se trata da “continuação da maior caça às bruxas da história da política”.

No primeiro impeachment, Trump foi condenado pela Câmara mas absolvido pelo Senado. Desta vez, já são cinco deputados os que anunciaram que vão votar pelo impeachment.

Nunca um presidente americano teve o impeachment aprovado no Senado. Antes de Trump, Andrew Johnson e Bill Clinton também tiveram seus processos de impeachment aprovados pela Câmara e foram absolvidos pelos senadores. Já Richard Nixon renunciou antes de o processo ser votado na Câmara. (Com informações e foto G1)

Imagem de soldados da Guarda Nacional que farão a proteção do Congresso dos EUA durante as discussões do impeachment de Donald Trump em 13 de janeiro de 2021 — Foto: J. Scott Applewhite/AP