33.9 C
Orlando
terça-feira, julho 23, 2024

Café descafeinado – na revista Facebrasil 124

O Brasil é o maior produtor e exportador de café do mundo. A bebida que é uma das mais consumidas no planeta, está disponível para os consumidores em diversas versões, entre elas, o café descafeinado. Esta opção é para aqueles que desejam saborear o gosto e o aroma do café sem experimentar os ligeiros efeitos estimulantes da cafeína. 

Mas, como é feito o descafeinado?

Para que exista o café descafeinado, a cafeína é retirada dos grãos ainda verdes e não torrados de café. E, para manter intactos o aroma e o sabor, os grãos são submetidos a processos de descafeinação em unidades industriais. 

Existem quatro métodos de descafeinação, de acordo com a substância utilizada para extrair a cafeína: 

  • Água; 
  • Acetato de etila; 
  • CO2 supercrítico ou líquido; 
  • Cloreto de metileno.

A fase da extração da cafeína é feita sob controle rigoroso de condições do processo como temperatura, pressão e tempo. Ela baseia-se nos mecanismos da fase de transferência física.  Devido à diferença de concentração, a cafeína se transfere, por difusão, da estrutura celular para o solvente que circunda o grão até o ponto em que a concentração de cafeína é a mesma dentro e fora do grão. 

Os especialistas explicam que a cafeína não é totalmente removida dos grãos. Dessa maneira, o teor de cafeína no café descafeinado pode variar, no entanto, é uma quantidade pequena. Seria preciso beber mais de dez xícaras de descafeinado para atingir o nível de cafeína normalmente presente em uma xícara de café com cafeína. Para que o produto seja classificado como descafeinado, ele deve ter no mínimo 97% de sua cafeína retirada.

Related Articles

Stay Connected

0FansLike
0FollowersFollow
0SubscribersSubscribe
- Advertisement -spot_img

Latest Articles

Translate »