Boca Raton, maior que nunca – na revista Facebrasil 62

0
45

Lugar de jogador é no campo, de craque é no Boca Raton Futebol Clube. Não é de causar surpresa – mas é para comemorar – que Márcio Amoroso tenha assinado contrato com o time local para a temporada 2016 da APLS.

O atleta acumula passagem por grandes clubes, como São Paulo, Flamengo, Parma, Borussia Dortmund e a Seleção Brasileira, e sua chegada aos Estados Unidos promete agitar o futebol local, que só tem a ganhar com os anos de experiência do jogador.

“Estou muito feliz em fechar essa parceria com o Boca Raton. Eles têm um projeto sólido, e acredito na visão do clube para desenvolver o futebol nos Estados Unidos. O esporte está crescendo muito por aqui, e quero fazer parte disso. Meus planos são, junto com o Boca Raton FC, ajudar nessa evolução e mergulhar em novos projetos para o futuro, “ assinalou Amoroso em comunicado oficial.

A equipe respondeu à altura: “Estarmos muito animados e honrados por poder ter um craque como o Amoroso jogando conosco”, disse o presidente do clube, Douglas Heizer.

“Sua vinda para o Boca Raton vai ser muito importante não só para esta temporada, mas também, e principalmente, para os nossos planos de médio e longo prazo. O Boca Raton é um clube que quer ser referência na formação de jogadores nos Estados Unidos, e a experiência do Amoroso vai ser muito importante para isso“, completa.

Como a ambição do atleta vai além dos gramados, não quer apenas defender o Boca Raton nos campos, quer ser também um embaixador do clube nos Estados Unidos e no mundo, explorando novos projetos e oportunidades de negócio.

Um dos destaques do São Paulo na campanha do tricampeonato da Libertadores e do Mundial de Clubes em 2005, Amoroso começou a carreira no Guarani, em 1992. Após ser emprestado para o Verdy Kawasaki, do Japão, voltou ao Brasil em 1996, quando jogou pelo Flamengo. Amoroso ficou conhecido internacionalmente quando vestiu o uniforme da Udinese, na série A do Campeonato Italiano, também em 1996.

Durante seu período na Itália, teve que dividir os holofotes com Oliver Bierhof, mas em 1999 o atleta se consagrou marcando 22 gols pelo time italiano. No ápice da carreira, Amoroso defendeu o Parma, em 1999, após uma contratação milionária.

Em 2001, Amoroso trocou o futebol italiano pelo alemão, no qual atuou pelo Borussia Dortmund e se tornou artilheiro do campeonato de 2002, com 28 gols.

Amoroso foi para o São Paulo em 2005 e ajudou o time a conquistar a Copa Libertadores e o Mundial de Clubes da FIFA no mesmo ano em que foi artilheiro. Foi peça decisiva para a conquista dos dois campeonatos pelo São Paulo. Depois de seis meses jogando pelo clube paulista, Amoroso voltou para a Itália, onde defendeu o Milan.

“Ter um jogador com o currículo do Amoroso é muito bom para o nosso grupo e mostra quanto o time está trabalhando para crescer nesse mercado”, disse o técnico Pedro Yunes.

Amoroso estreou pelo Boca Raton no jogo contra o Hurricanes no Broward College, no dia 9 de julho, e foi dele o passe que culminou no gol que abriu o placar da equipe de Orlando, que venceu a partida por 3 a 1. Aqui, de novo, nenhuma surpresa: é Amoroso em campo, e bola na rede.