Atividade física sem acompanhamento profissional pode prejudicar a saúde

0
752

Por Indi Bernard

O sonho do corpo perfeito talvez só não seja maior que o da casa própria, mas ambos se apoiam em um denominador comum: o planejamento. Quando o assunto é construção, seja de um lar, seja da aparência física, a pressa é o verdadeiro inimigo a ser combatido, pois a visão de curto prazo sacrifica os alicerces centrais que sustentam o futuro.

As promessas milagrosas que lotam as academias de ginásticas (sobretudo nos meses de verão) são verdadeiros pecados para a saúde, uma vez que ignoram as particularidades de cada um.

Precisamos lembrar que existem grupos de riscos, como os cardiopatas, os hipertensos, os que têm problemas nas articulações e outros tantos que precisam de atenção redobrada e, mais importante, individual.

Uma série de exercícios mal elaborada e executada pode acarretar em lesões gravíssimas, podendo levar a danos por vezes irreversíveis.

O sucesso de um programa de treinamento depende de vários fatores, mas começa sempre da mesma forma: com um bom exame médico. Faça um check-up geral e esteja seguro de que a prática de uma determinada atividade física é benéfica a sua saúde.

Com a aprovação do médico em mãos, visite academias sérias, que trabalhem com profissionais devidamente licenciados e competentes, aptos a elaborar uma bateria de exercícios segura e eficiente.

De tempos em tempos, é importante repetir a avaliação do condicionamento físico, para acompanhar a evolução na parte cardiovascular, neuromuscular e até na flexibilidade.

Os exames servem ainda para aferir o percentual de gordura corporal e fazer outras medições que ajudem a balizar a série de ginástica, para que elas dialoguem com as expectativas e necessidades de cada um, respeitando os limites e as limitações de todos – porque todo mundo deve “pegar pesado” na malhação, desde que isso não coloque em risco a saúde e a diversão de ninguém.

Revista Facebrasil – Edição 53 – 2015
A revista mais lida pelos brasileiros na Flórida