Astrônomos revelam a primeira imagem já registrada de um buraco negro

0
95

Um anel de fogo. Esta é a aparência de um buraco negro. A imagem foi apresentada pela primeira vez na manhã desta quarta-feira (10), durante um evento organizado pela Fundação Nacional de Ciência dos Estados Unidos e por representantes do projeto Event Horizon Telescope, uma rede de radiotelescópios espalhados pelo planeta. Segundo a Reuters, o anúncio foi feito em entrevistas coletivas simultâneas em Washington, Bruxelas, Santiago, Xangai, Taipé e Tóquio.

O anel brilhante está no centro da galáxia Messier 87, a cerca de 50 milhões de anos-luz da Terra, e é formado a partir da luz que se dobra na gravidade em torno do buraco, que é 6,5 milhões de vezes mais massivo  do que o Sol. Os astrônomos explicam que este corpo celeste tem 40 bilhões de quilômetros de diâmetro, aproximadamente 3 milhões de vezes o tamanho da Terra.

Os buracos negros são aglomerados com uma enorme massa de matéria concentrada em um volume reduzido, o que leva à distorção do espaço-tempo. A teoria geral da relatividade de Albert Einstein previa que qualquer estrela ou fóton que passasse perto do buraco negro seria capturado pela gravidade.