Abstinência de produtividade

0
218

O despertador tocava as cinco horas da madrugada e um rápido café da manhã anunciava o início de mais um dia agitado. Trânsito, ligações, mensagens, e-mails, reuniões, 15 minutos para almoçar e voltamos para os relatórios, metas, planilhas, palestras, banco, contador, advogado e mais reuniões, antes de encarar o trânsito na volta para casa, lembrando que ainda é segunda-feira. Os dias passam e a correria se repete dia após dia, e depois de um tempo, mesmo entrando no piloto automático, nunca deixamos de sonhar com o dia em que iremos pisar no freio, diminuir o ritmo e começar de novo em um desses lugares tranquilos e paradisíacos como a Flórida.

Quando o grande dia chega e conquistamos o tão sonhado descanso nesse paraíso, tudo parece mágico, o despertador que outrora tocara, não desperta mais, o trânsito agora congestiona apenas as nossas lembranças e o som das mensagens só nos avisam que a Tia Neide enviou mais um “emoji” no grupo da família. Tarefas antes impossíveis como almoço em família, levar as crianças para escola e usar bermuda as segundas-feiras tornam-se uma constante, os dias passam, e agora é a calmaria que se repete, dia após dia, e quando menos se espera, o improvável acontesse, lá no fundo começamos a sentir falta de produzir, de ter objetivos a serem alcançados, e até mesmo das reuniões com o Almeida da Logística.

Não que ter mais tempo com a família ou não passar horas no trânsito não seja incrível, é ótimo, porém começamos a perceber que o melhor não está em nenhum dos extremos, mas sim no equilíbrio entre eles, e que muitas vezes precisamos produzir frutos profissionais para nos sentirmos completos e realizados.

Mas como alcançar esse equilíbrio em um lugar tão distante da nossa realidade, onde muitas vezes a cultura, o idioma, o status imigratório ou até nosso network limitado, são barreiras quase sempre presentes? Por isso, nesta edição, queremos dar aos nossos leitores três preciosas dicas de como superar a sua abstinência de produtividade.

Em primeiro lugar, lembre-se que aqui você tem em estoque uma das coisas mais preciosas do mundo, o tempo, então aproveite esse período livre de qualidade para se RECICLAR. Quantas pessoas não gostariam de ter um tempo para se aperfeiçoar, atualizar seus conhecimentos de mercado, afinar o seu inglês e, visto que estamos na Flórida, porque não até o seu espanhol, hermano? Parte do nosso conhecimento tem data de validade, e no mundo conectado e globalizado de hoje, poucos tem tempo para se manter realmente à frente.

Outra estratégia inteligente é aproveitar a sua nova posição geográfica para PESQUISAR novas oportunidades. Você está nos Estados Unidos da América, o berço de grandes ideias, mercados e oportunidades, onde amplos negócios nascem na garagem, e se você tem uma, já deu o primeiro passo em direção ao sucesso. Visite empresas, feiras, eventos, saia de casa e amplie seus horizontes, e quando voltar coloque uma mesa na garagem e use essa inspiração para criar algo novo.

E por último, mas não menos importante, aproveite esse tempo para AMPLIAR seu network. Quando cheguei na Flórida não entendi porque tantas pessoas jogam golf na parte da manhã ou tomam café no meio da tarde, mas hoje eu entendo, elas estão fazendo business, ampliando seu relacionamento e abrindo portas. A sua oportunidade sempre pode estar na próxima pessoa que vão lhe apresentar, a semente e a terra separada não produzem nada, se você tem a semente, amplie seu network, encontre quem tem a terra e divida os frutos.

Antes faltava tempo para abraçar as oportunidades, agora você tem TEMPO de escolher qual oportunidade quer abraçar. Enjoy!

Revista Facebrasil – Edição 76 – 2017