0
165

VELHAS BRINCADEIRAS

A tecnologia é maravilhosa, capaz de informar, entreter e resolver uma infinidade de coisas, mas, na última na década, ela também mudou radicalmente o convívio das pessoas. Tornou-se comum, dentro de casa, os familiares quase nem se falarem no tempo em que estão juntos e, em muitos casos, se comunicarem por mensagens de celular mesmo estando a poucos metros de distância. Isso definitivamente não é saudável. Não é preciso abrir mão das vantagens do mundo tecnológico, mas não dá para viver atrelado apenas a ele. No caso do convívio dentro de casa, uma ótima ideia é resgatar aqueles jogos e brincadeiras de alguns anos atrás. Quem se lembra destas brincadeiras do passado?

Stop!

Este jogo, muito comum nas décadas de 70, 80 e 90, exige um bom vocabulário. Ele funciona da seguinte forma: em uma folha de papel, os participantes escolhem as categorias que farão parte do jogo, como fruta, país, nome, etc. Deve ser sorteada uma letra. Todos os participantes precisam escrever uma palavra de cada categoria, iniciada com a letra definida no sorteio. Quem completar primeiro grita “Stop!”. Todos devem revelar o que marcaram, e, a cada acerto, 10 pontos são computados.

Mímica

É bem comum nos Estados Unidos. A família e os amigos se reúnem podendo formar duplas ou jogar individualmente. A cada rodada, uma pessoa faz gestos para que o parceiro ou o grupo adivinhe a mensagem que está tentando passar. Essa mensagem pode ser o nome de um filme, uma frase, uma música, etc. O importante é usar a criatividade e se divertir.

Dominó

O bom e velho dominó. Dá para jogar cada um por si ou em dupla. Cada jogador recebe sete pedras no início da rodada. O jogo começa com quem tiver a pedra dobrada mais alta. Extremamente divertido, nos obriga a saber contar o jogo, para tentar dar um “passe” no adversário.

Palitinho

Este jogo é bem simples. Cada participante recebe três palitos e decide quantos vai deixar em cada uma das mãos. Com uma das mãos fechada, os jogadores têm que adivinhar a quantidade de palitos em jogo. Há os que podem ter colocado os três ou nenhum. Será preciso um pouco de sorte para acertar.