0
129

Sucesso rubro-negro!

Encontro de embaixadas e consulados em Orlando reúne centenas de sócios-torcedores do Flamengo que vivem nos Estados Unidos.

O lema é claro: “Tudo pelo Flamengo e nada do Flamengo”. Assim, fica fácil entender por que a nação rubro-negra está sempre unida em prol do time do coração. 33 milhões de torcedores. Pelo ranking da FIFA, o Flamengo é o time de futebol mais popular do mundo.

Embaixadas e consulados

O projeto, que começou em 2008, tomou forma em 2016, sob o comando de Maurício Gomes de Mattos, atual vice-presidente de embaixadas e consulados do Flamengo. “Quando peguei o projeto, existiam apenas 89 embaixadas. Diante disso, criei os consulados”, disse Maurício. A diferença entre os dois é que o consulado exige a adesão de, no mínimo, cinco sócios-torcedores, enquanto nas embaixadas são necessários 30. Atualmente, são 125 embaixadas e 160 consulados espalhados por todo o Brasil e exterior, que representam mais de sete mil sócios-torcedores a custo zero, e que arrecadam 2 milhões de reais.

O programa envolve a captação de atletas para as categorias de base, divulgação de valores do clube, a realização de campanhas sociais, e proporciona o encontro dos torcedores, onde quer que eles estejam, para assistir aos jogos, interagir, socializar. Mauricio Mattos conta que não são apenas os torcedores brasileiros que participam das embaixadas e consulados da Nação: “No Chile tem uma embaixada com mais de 30 sócios-torcedores chilenos. É o Flamengo gestando torcida, internacionalizando a marca, gerando relacionamentos”.

Para 2019 estão previstas mudanças importantes no projeto, com destaque para o centro de custos, banco de horas por parte do jogador e participação de craques do passado. Entre as novidades, está a criação do museu itinerante do Flamengo. “No banco de horas, o jogador do time profissional contratado tem que destinar algumas horas do seu tempo para a responsabilidade social”, pontua Maurício Mattos. O dirigente afirmou que as embaixadas e consulados vão intensificar os eventos com foco na responsabilidade social, tais como arrecadação de materiais escolares, campanhas de chocolate na Páscoa, do agasalho e da limpeza, arrecadação de brinquedos, doação de sangue e Natal solidário. “O Flamengo é clube cidadão e se preocupa com o outro”, esclarece Maurício Mattos.