0
122

Flórida continua aberta a negócios

por Carlo Barbieri

O governador eleito, Ron DeSantis, em sua plataforma de governo, prometeu vetar qualquer aumento de impostos e solicitar mais dólares do governo federal. A principal parte desse acordo é o ambiente de negócios, que permite aos empreendedores e inovadores migrar para a Flórida sem o ônus de excesso de regulamentos e pesadas taxas e impostos. “São cerca de 1000 pessoas mudando para a Flórida a cada dia, por ser este o estado mais desejado do país para morar, criar família e trabalhar”, disse ele.

O novo governador prometeu cortar taxas desnecessárias, seguindo na linha do atual governador, Rick Scott, de fazer o melhor ambiente possível para os negócios e manter o status do estado de menor custo. Com o apoio de DeSantis, foi aprovada a emenda # 5, que sobe para 60% a necessidade de aprovação dos legisladores da Flórida para aumentar qualquer imposto. Ele também se comprometeu a baixar as taxas sobre os serviços de comunicação, hoje em 4,42%.

Outros pontos importantes do plano de governo de Ron DeSantis serão a desregulamentação e o apoio às pequenas empresas, em especial as startups.

Durante a campanha, ele destacou a necessidade de criar empregos e ter mão de obra capacitada. Nesse sentido, vai tratar de eliminar obstáculos para os empresários encontrarem provedores de serviços qualificados, facilitando a obtenção de licenças profissionais. Ele destacou que regras e regulamentações são para proteger os residentes na Flórida, e colocou como uma de suas prioridades a revisão de todas as regras que são duplicadas e representam danos aos empreendedores.

Essas posições de DeSantis vêm ao encontro de uma demanda dos empresários. Numa pesquisa da Florida Chambers of Commerce, 21% colocaram a preparação da mão de obra como um dos pontos mais importantes da futura gestão no estado, e 13% disseram que o excesso de regulamentação representa um obstáculo ao crescimento das empresas.

Ron DeSantis também considera a necessidade de acesso do pequeno empresário a financiamentos. Com um recorde de 116,5 milhões de visitantes em 2017, o turismo será outra prioridade do futuro governo, que quer aumentar a quantidade e qualidade de turistas, trazendo ainda mais benefícios ao estado. A Flórida, hoje o terceiro maior estado americano, deve seguir com seu progresso baseado na livre-iniciativa, com corte de gastos e regulamentações.