0
97

Adeus, Facebook!

A rede social mais famosa do mundo, que sempre reinou absoluta na internet, vem perdendo usuários.

Jovens puxam a fila

Há alguns anos, era praticamente impossível encontrar um jovem americano que não tivesse conta no Facebook. Em 2015 houve queda para 71%, e agora o percentual despencou para 51%, o que equivale a dizer que praticamente metade dos jovens da América não querem nada com a rede de Mark Zuckerberg. O que leva esses jovens a excluírem seus perfis e outros a nem quererem criar uma conta é que novas redes e plataformas surgiram, e como um verdadeiro modismo, muitos estão aderindo ao Instagram, WhatsApp, Snapchat e YouTube.

Veículos de comunicação e produtores de conteúdo

Os produtores de conteúdo e alguns grandes veículos de comunicação também abandonaram o Facebook. O jornal Folha de São Paulo anunciou que não publicaria mais na plataforma de Zuckerberg, pois o alcance orgânico estava sendo péssimo. Outros veículos de comunicação espalhados pelo mundo também estão virando as costas para o Facebook. Para piorar, a promessa de que a rede social acabaria com as fake news não foi totalmente cumprida.

Negócios

O grande baque veio quando o Facebook anunciou que havia perdido U$ 120 bilhões, uma vez que, com menos usuários ativos, menos dinheiro a plataforma recebe. Perdendo muitos usuários em toda a Europa, os Estados Unidos e o Canadá, além de já não ter tanta força nos países emergentes, Zuckerberg estaria tentando entrar na China, mas a queda do Facebook é dada como certa no restante do mundo por especialistas em tecnologia.