0
105

EB-5 

Aumenta a procura pelo visto de investidor nos Estados Unidos

O visto EB-5 possibilita a obtenção do Green Card (residência legal permanente) nos Estados Unidos para estrangeiros que fizerem investimento de 1 milhão de dólares em uma entidade comercial americana. Esse valor cai para 500 mil dólares se o projeto for supervisionado por Centros Regionais, que são organizações público-privadas credenciadas ao USCIS (Serviço de Cidadania e Imigração dos Estados Unidos) para fiscalizarem a correta aplicação dos recursos. É importante ressaltar que o valor investido deve proporcionar a criação de dez empregos por, pelo menos, dois anos. Cumpridas todas as etapas do processo, o visto EB-5 é concedido para o investidor junto com seu cônjuge e filhos solteiros menores de 21 anos, sendo que todos podem viver e trabalhar nos Estados Unidos. O tempo de duração de todo o processo é de 14 a 18 meses.

O Brasil é o terceiro país que mais recebe vistos de investidor EB-5 dos Estados Unidos, ficando atrás apenas da China e do Vietnã. Em 2017 foram emitidos 282 vistos EB-5 para brasileiros. De acordo com dados oficiais do Departamento de Imigração dos Estados Unidos, esse número representou uma evolução de 88% em relação ao ano de 2016.

O executivo Ariel Yaari, que atua há quatro anos na área de internacionalização de investimentos no país, afirmou que tem observado aumento na quantidade de interessados brasileiros, bem como no volume de projetos em andamento. Ele conta que o número de aplicações de brasileiros tem dobrado a cada trimestre, segundo dados de empresas de Escrow Account. Só a empresa que Ariel representa, a Driftwood Acquisitions & Development, tem portfólio com mais de dez projetos em desenvolvimento para a construção de hotéis, majoritariamente na Flórida. O grupo, que está no mercado há 25 anos, é focado no ramo hoteleiro, tanto em construções e reformas quanto em aquisições e gestão de hotéis de marcas como Hilton, Marriott, Hyatt, Intercontinental e Margaritaville.

“O maior desafio dos investidores que se aplicam para o EB-5 é a escolha do projeto, já que existem centenas deles, nos mais diversos segmentos e estruturações”, pontua o executivo. Ele explica ainda que é muito importante, para o investidor, buscar por projetos com o risco de investimento atenuado. “Mais importante do que o percentual de remuneração e o prazo de devolução é de onde o desenvolvedor vai tirar dinheiro para devolver os recursos aos investidores EB-5”, esclarece Ariel Yaari.

O programa EB-5 foi criado pelo Congresso dos Estados Unidos em 1990 para facilitar o aumento dos investimentos na economia dos EUA.