0
124

Freddie Mercury

Memórias do homem que o conhecia melhor

Peter Freestone, autor dessa obra, foi assistente pessoal de Freddie Mercury durante os últimos 12 anos de vida do cantor. No livro ele narra os grandes momentos de sucesso na carreira do fundador e vocalista da banda britânica de rock Queen: os encontros com outros famosos, os vários amantes interesseiros, as viagens, a descoberta de que estava com AIDS, o tratamento e os últimos momentos até a morte no final de 1991.

Walt Disney

Walt Disney – o triunfo da imaginação americana

Sem dúvida, um dos nomes mais importantes da cultura norte-americana de todos os tempos. Por isso, merece ter sua história conhecida mais a fundo. Neal Gabler, autor da biografia, realizou uma pesquisa meticulosa durante sete anos e foi o primeiro escritor a ter acesso a arquivos importantes de Disney, que revelam um homem obcecado pela perfeição de seus desenhos, polêmico em termos de política e um chefe autoritário.

James Brown

James Brown: sua vida, sua música

A incrível história do criador do verdadeiro funk, que dominou o rhythm and blues e o pop. O livro conta sua infância de extrema pobreza na zona rural da Geórgia, nos Estados Unidos, o tempo em que morou em um bordel com a tia e a detenção em uma instituição para menores – após a sua saída, conheceu alguns colegas e montou uma banda. A obra de R. J. Smith também relata o passo a passo e o estrondoso sucesso do músico, que se estendeu por décadas.

Jack Nicholson

Nicholson – a biografia

Não é só no cinema que Jack Nicholson coleciona personagens com histórias fantásticas. Sua vida pessoal é cheia de fatos impressionantes, que foram contados no livro escrito por Marc Eliot. A obra retrata a vida e a carreira do ator, as várias e famosas namoradas desse ícone, que não apenas escreveu seu nome na Calçada da Fama de Hollywood, mas também deixou uma marca eterna.

Duff McKagan

É tão fácil e outras mentiras

Poderia ser apenas mais uma das muitas histórias envolvendo roqueiros que se resumem à velha trilogia “sexo, drogas e rock n’ roll”, mas o livro escrito pelo próprio ex-baixista do Guns N’ Roses traz bem mais que isso. Na autobiografia, conta a história da infância, da adolescência problemática, do sucesso meteórico da banda e do uso desregrado de álcool e drogas. Mas também narra toda a superação de Duff após parte de seu baço, literalmente, explodir e ele ser desenganado pelos médicos.